Inspeção

Consultoria
Ensaios não destrutivos
Inspeção
Lubrificação de cabos de aço
Treinamentos

Download panfleto

Inspeção e controle de equipamentos de elevação e amarração de cargas.

De acordo com as normas técnicas da ABNT, portarias e resoluções do CONTRAN referentes à amarração de cargas e com a NR 12 do MTE, todos os materiais e equipamentos de elevação e amarração de cargas devem, periodicamente, serem inspecionados, a fim de não falharem nos momentos que são solicitados. Frequentemente, ouvimos que o equipamento de amarração rompeu ou falhou durante uma frenagem brusca na rodovia ou que uma cinta têxtil, linga de cabo de aço ou de corrente falhou durante a elevação da carga, tais fatos não ocorrem por acaso, uma vez que ainda seguem em utilização materiais não inspecionados ou com a validade vencida, torcidos, cortados, desfiados, com arames rompidos, corroídos e deformados, indo em desacordo com a legislação e aumentando o risco de acidentes e perdas. Desta forma, realizamos inspeções visuais e dimensionais, em periodicidade acordada com o cliente, com técnicos e engenheiros experientes, treinados e qualificados, tais inspeções são realizadas através de Smartphones ou Tablets, armazenadas e disponibilizadas em tempo real na nuvem para o cliente, através de software específico, permitindo ao usuário manter total controle e gerenciamento dos ativos inspecionados e presentes em suas operações durante seu ciclo de vida, melhorando a eficiência das operações, reduzindo riscos de paradas e maximizando seus lucros.

Inspeção eletromagnética cabos de aço

Todo cabo de aço exposto à corrosão, abrasão e fadiga poderá se romper caso não seja descartado no momento correto. A inspeção visual e dimensional externa nos permite acessar cerca de 20% da quantidade total dos arames que compõem o cabo de aço, sendo que os 80% restantes encontram-se na parte interna do mesmo. Através da inspeção eletromagnética, em conformidade com a norma ABNT NBR 16073, será possível verificar a integridade interna do cabo de aço através da análise de redução de área metálica, corrosão interna e rompimento de arames não detectáveis visualmente. A inspeção eletromagnética é, normalmente, realizada em minas subterrâneas e de superfície, guindastes de diversos tipos, operações de grande porte de elevação de cargas, teleféricos, ponte pênsil, cabos de linhas de transmissão, dentre outras aplicações.

smt1 chat bubble icon Dúvidas frequentes

De quanto em quanto tempo devo realizar as inspeções?

As inpeções em equipamentos e acessórios para movimentação de cargas devem ser feitas periodicamente. Realizamos as inspeções visuais e dimensionais, em períodos de 3 meses (ou em outras periodicidades definidas em comum acordo com o cliente) e anuais com técnicos e engenheiros treinados e qualificados. 

Em quais equipamentos devo realizar a inspeção?

A inspeção de acessórios e equipamentos para movimentação e transporte de cargas pode ser realizada na empresa do cliente e os materiais usualmente inspecionados e testados são:

  • Lingas de corrente Alloy;
  • Lingas de cabo de aço;
  • Cintas sintéticas (planas e tubulares);
  • Talhas manuais de corrente;
  • Guincho manual de corrente;
  • Trolleys;
  • Pega-Chapas;
  • Cabos de aço convencionais;
  • Cabos de aço especiais de guindastes móveis;
  • Cabos de aço especiais de guindastes portuários;
  • Cabos de aço especiais de pontes rolantes;
  • Ganchos;
  • Parafuso olhal;
  • Olhais soldáveis;
  • Manilhas;
  • Patescas;
  • Polias de moitões;
  • Tambores e polias de guindastes;
  • Cintas de amarração de cargas;
  • Correntes de amarração de cargas.
Quais os defeitos detectatos pela inspeção eletromagnética em cabos de aço?

A inspeção eletromagnética em cabos de aço é padronizada pela ABNT NBR 16073 e pela ASTM E1571, termo que representa “Standard Practice for Electromagnetic Examination of Ferromagnetic Steel Wire Rope”, que por meio do efeito Hall permite medir quantitativamente as perdas de seção ao longo do cabo (LMA) e os defeitos:

  • Redução local do diâmetro do cabo (perna afundada);
  • Corrosão e desgastes (interno e externo);
  • Rompimento de arames (topo e vale);
  • Achatamento;
  • Rompimento de arame na alma;
  • Expansão local do diâmetro do cabo ocasionado pela distorção da alma;
  • Perna interna saltada.
Consultoria
Ensaios não destrutivos
Inspeção
Lubrificação de cabos de aço
Treinamentos

Download panfleto

Serviços e Consultoria